Pular para o conteúdo principal

As mulheres são as principais consumidoras de produtos eróticos no Brasil

Por Branca Nunes

Getty ImagesHoje, o público feminino constitui mais de 70% dos consumidores de produtos eróticos no Brasil. As revistas femininas, com reportagens que discutem abertamente sexualidade e comportamento, são apontadas como fundamentais para ajudar a quebrar tabus. Outros fatores importantes são o acesso à informação e a vontade de ter uma relação saudável com o parceiro. Uma pesquisa encomendada pela Associação Brasileira de Produtos Eróticos e Sensuais, em 1997, constatou que 95% das mulheres tinha vontade de entrar em uma sex shop, mas a timidez as impedia de ir em frente. Isso mudou. Para atender ao público crescente, começaram a pipocar pelas cidades brasileiras as sex shops femininas, batizadas de butiques eróticas.
Nesses lugares o clima de clandestinidade dá lugar a ambientes bem iluminados, com muitas plumas e paetês, lingeries de todos os modelos e vendedoras dispostas a ouvir atentamente qualquer dúvida - e esclarecê-la. É assim na Revelateurs, inaugurada em 2000 por Ana Maria Faro, em Moema, bairro de classe média de São Paulo. Casada há mais de vinte anos, a empresária percebeu a potência desse mercado depois de uma viagem pela Europa, onde as butiques já existem há um bom tempo. No desembarque, reuniu a mãe e a irmã que toparam a empreitada sem pestanejar.
"Algumas pessoas ainda se sentem um pouco constrangidas", conta Ana Maria. "Mas essa sensação se dissipa logo na entrada". Na Revelateurs, vibradores coloridos, massageadores em formato de patinho e algemas cor de rosa dividem prateleiras com calcinhas e sutiãs Victoria's Secret. Os cursos, como o de pompoarismo, são divulgados pela internet para um mailing de 11 000 clientes e ocorrem aos finais de semana.
Dissolvendo eventuais estereótipos, a clientela da loja é formada majoritariamente por mulheres casadas, de classe social alta, na faixa dos 40 anos. Ao contrário do que muitos imaginam, o objetivo não é substituir o parceiro, mas temperar o relacionamento. Cada cliente gasta em média 300 reais por visita. Entre os produtos mais procurados figuram chicotes e estimuladores.
Ainda com certa timidez, algumas lojas convencionais reservam um espaço para esses produtos. A Clube Chocolate, na Rua Oscar Freire, e a Jogê da Rua Gaivota são dois exemplos. Também em São Paulo, o comércio de roupas íntimas da Rua Oriente, no centro, destaca produtos eróticos. "Começamos com alguns óleos e lubrificantes que colocávamos perto do caixa", lembra Jamile Ghosm, dona da Mile Lingerie. Hoje, a chamada Sala Sensual tem mais de 5 metros quadrados. “Mais da metade das nossas clientes leva algum produto erótico além das lingeries”. As vendedoras são treinadas a ouvir pacientemente e acabam se transformando em conselheiras amorosas. "É preciso entender o tipo de relacionamento que a cliente tem para indicar o melhor produto", ensina Jamile. "Sugerimos colocar um bilhetinho na carteira, comprar uma garrafa de vinho, vestir uma roupa mais ousada", conta.


http://veja.abril.com.br/noticia/celebridades/mulheres-sao-principais-consumidores-produtos-eroticos-brasil/imprimir






Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Como excitar um homem com palavras

Sabemos que seu namorado é louco por você e pela sua beleza. Sabemos também que ele adora fazer amor com você e adora toda a sua performance sexual. Mas como conselhos nunca são demais, confira aqui dicas de como excitar um homem com palavras. e mantenha seu gatão sempre perto de você mesmo que seja em pensamento. Homens adoram receber sms e email meio ousados, excitantes, convites inesperados e declarações de tesão. Isso mesmo, a nova modalidade de ferramentas de cumplicidade conjugal são as declarações de tesão. E você, ja enviou seu sms caprichando nas palavras quentes hoje para seu amor? Veja também:25 frases picantes que um homem pode falar para uma mulher
Confira nessa matéria dicas de como excitar um homem com palavrasArtigo não indicado para menores de 18 anos O efeito que as palavras tem é imensurável, portanto saber utiliza-las dentro de um relacionamento amoroso ou sexual pode influenciar bastante no sucesso e na intimidade do casal. Palavras nunca são apenas palavras, elas ca…

4 Ideias Picantes Para Um Sexo Mais Agressivo

O sexo bruto, pode ser algo que no primeiro olhar mostre aspectos desagradáveis e insatisfatórios. Mas sexo radical ao mesmo tempo que pode ser bizarro é algo muito divertido, mas a segurança sempre deve ficar em primeiro lugar antes de qualquer manobra arriscada.

Um relacionamento é sempre construído com amor, mas isso não quer dizer que a luxuria tem que ficar de lado. Muito pelo contrario, a luxuria é um ingrediente fundamental para prolongar e apimentar um relacionamento. Se você gostaria de usar algum tipo de sexo mais brutinho em sua vida sexual, aqui segue algumas dicas muito importantes e muito quentes para apimentar a sua relação sexual. 
1. Encenação

Encenação pode ser algo muito divertido e sem gastar um mínimo centavo. Todo mundo tem uma fantasia em sua cabeça que em algum momento quis viver. Se você tem uma fantasia em ser dominado por um professor ou ser a dominadora da relação, o role play pode proporcionar a você essa incrível experiência. Converse com seu parceiro sob…

XVI Congresso Brasileiro de Sexualidade Humana (XVI CBSH)

Olá Grazielle Dias Vieira,

Esse é um e-mail convite para o XVI Congresso Brasileiro de Sexualidade Humana (XVI CBSH) que será realizado no período de 18 a 20 de outubro de 2017, no Anfiteatro Otávio Tisselli Filho do Instituto Agronômico (IAC), em Campinas, SP. O Congresso é uma promoção da Sociedade Brasileira de Estudos em Sexualidade Humana (SBRASH).

O evento é destinado a profissionais, pesquisadores e estudiosos da área da sexualidade humana, estudantes de graduação de áreas similares e de pós-graduação, representantes de organizações privadas, gestores de organizações ou de projetos ligados à sexualidade, autoridades governamentais das áreas de Saúde, Educação, Justiça e outras, bem como empresas de vários segmentos, ligadas à área de sexualidade. Sua realização é a cada 2 (dois) anos e o idioma oficial é o Português.

As Comissões, Organizadora e Científica, estão trabalhando para oferecer aos participantes um evento de elevada qualidade científica, associado a momentos de conf…